Em um mundo com evolução constante e o controle e a identificação dos produtos são algumas das maiores preocupações dos empreendedores. Surgem sempre inovações para facilitar e tornar mais preciso o controle de diferentes objetos, pessoas e até mesmo animais. Uma delas é a RFID, termo inglês para designar radio frequency identification ou a identificação por radiofrequência. Na prática, o RFID não é nada novo, pelo contrário, foi criado nos anos 1940, mas o interessante é que veio para complementar o código de barra, criado em 1985, com uma evolução que inclui uma captura automática de dados sem ocorrer um contato direto.

Pequenos chips ou transponders, também chamados de tags, são colocados em produtos, pessoas ou animais. Eles emitem os sinais de rádio, que são enviados para uma base e podem ser tanto ativos, em que há uma fonte própria de energia, como passivos, que só possibilitam a leitura. O RFID é uma tecnologia múltipla que pode ser utilizada nas mais variadas áreas – do controle de passaporte à identificação de pacientes, passando por rastreamento de animais, para segurança dos veículos e até mesmo na área da indústria farmacêutica, para atestar a autenticidade dos medicamentos.

São várias as vantagens RFID. Confira algumas delas e porque esse sistema pode ser ideal para a sua necessidade.

1. Estoques

É possível identificar e rastrear todos os produtos, além de ter o total controle de todos os itens, possibilitando o reabastecimento de forma mais ágil.

2. Erros

Um sistema completamente automatizado é uma das maiores garantias da inexistência de erros. Além de ser uma enorme vantagem em períodos de inventário, também impede retrabalhos.

3. Perda de produtos

Há empresas que trabalham com produtos altamente perecíveis, que têm de ficar atentas para a data de validade. Com o RFID, o próprio sistema gera um relatório que permite esse controle.

4. Pirataria e contrabando

Marcas renomadas têm enormes problemas com produtos falsificados. Com o RFID é possível comprovar a autenticidade.

5. Roubos

Através do RFID, há uma informação em tempo real de desvios no estoque, permitindo agir e saber em qual ponto o produto desapareceu.

6. Inovações

No campo, é possível fazer um rastreamento completo do animal não só do local onde está, como também do histórico que permite saber regime e criação, quais os alimentos são ingeridos, idade ideal para abate, além de várias informações genéticas.

7. Decisões

Com os dados precisos do RFID é possível fazer um planejamento de ações estratégicas para a empresa de forma mais embasada na real situação do negócio.

8. Custos

Há reduções dos custos de armazém e distribuição já que o RFID melhora os fluxos de trabalho desses locais.

9. Tempo de duração

Os chips e transponders RFID passivos, que são as mais utilizadas na atualidade, têm vida útil praticamente ilimitada.

10. Logística

Essa é uma das áreas com maior impacto e vantagens RFID. A tecnologia facilita não só o controle de todo o fluxo de produtos, permitindo que haja o rastreamento desde o momento da fabricação até a entrega no ponto de distribuição e venda.

Quebeck-1-SITE

About Fernando Silva

Fernando Silva é Advogado e Gerente de Contas na Quebeck.