É comum hoje escutarmos dos nossos fornecedores este termo “formar uma parceria“, mas no fundo o que isto significa?

Parceria no dicionário Aurélio significa:

Reunião de indivíduos para certo fim com interesse comum. / Sociedade, companhia. / Com. Toda associação comercial em que os sócios não são responsáveis senão pela parte ou quinhão com que entraram, e só recebem os lucros proporcionais ao que deram. (São parcerias a sociedade em comandita [da parte do fornecedor dos fundos] e a sociedade de capital e indústria [quando o sócio de indústria concorre meramente com o seu trabalho.]) // Parcerias marítima, agrícola, pecuária, contratos pelos quais os contratantes cedem a exploração das respectivas atividades mediante o recebimento de uma quota dos lucros.

 Agora responda a si próprio qual o trecho desta “tradução” da palavra onde enquadro a nossa Empresa na condição de “parceiro”? Eis aqui a grande questão a ser considerada diante desta afirmação, seja ela oferecida ou recebida, quando na verdade precisamos é perceber se existe mesmo tal condição.

O que é ser parceiro?

Ser parceiro é estar a frente ou na mente de todos quando um assunto vem à tona, ou seja, não haver outro nome a não ser da nossa Empresa na boca de cada líder dentro daquele processo, mas daí surge outra questão relevante. Será que a nossa Empresa esta cumprindo com o seu papel de “parceiro”?

No mercado atual, seja ele qual for o da sua Empresa, a disputa por estar nesta condição é acirrada, onde todos disputam nada mais do que ser lembrado no momento em que estas Empresas irão decidir de quem tomar um serviço ou fechar uma compra.

Em que momento, fora os citados anteriormente, que nossas Empresas se empenharam em participar, seja para auxiliar no desenvolvimento de uma outra solução, na indicação de uma solução ao problema?

Até quando vamos continuar nos enganando ao escutar este termo, imaginando que somos os únicos que podem oferecer aquele serviço ou produto nas melhores condições.Que referências podem ter de sucesso nas parcerias, sendo que as condições e os cenários não são os mesmos, sem dizer das características de cada negócio?

Como garantir a solidez desta parceria, sabendo que trata-se de uma relação praticamente diária, onde a todo instante podemos ter algum tipo de desencontro nas informações, ainda mais com acesso instantâneo as informações, isto graças a Internet.

Em resumo, se a sua Empresa deseja ser parceira de outra, precisará investir muito mais do que o tempo da sua equipe, descontos, visitas e etc. Será preciso adotar uma rotina quase que diária e acompanhar muito de perto o que acontece lá dentro.

Quebeck-1-SITE

About Marcelo Ribeiro

Gerente de Contas na Quebeck Automação e Controle. Formado em Admnistração de Empresas, com experiência em Gestão de Pessoas, Processos, Projetos de Melhoria Contínua e na Área Comercial.